Início » Melhores dicas de criar sua própria Startup

Melhores dicas de criar sua própria Startup

De acordo com o consultor importante de startups do Brasil, um estudo realizado, em 2017, os empresários brasileiros enfrentam uma série de obstáculos ao iniciar um negócio, incluindo:

● Educação empreendedora: 26% das pessoas de negócios consideram que o principal obstáculo que os empreendedores enfrentam quando desejam iniciar uma start-up é a falta de educação de perfil; esse percentual está aumentando significativamente em comparação com 2016, indicando um conhecimento de sua importância;

Entrevista

Clica na imagem e inicie sua entrevista.

● obtenção de financiamento para o projeto: 18% dos empresários afirmam que o sucesso no financiamento é importante para a evolução de uma start-up; além disso, a falta de recursos pode ser um grande problema, impedindo compras, contratações e muito mais;

● mentalidade e medo do fracasso: Carol S. Dias argumenta em seu livro, Mindset, que as pessoas de sucesso têm uma mentalidade flexível, acreditando firmemente que podem desenvolver suas qualidades através de muito trabalho, dedicação e perseverança. Os empresários brasileiros apoiam a mesma coisa, porque 13% dos participantes do estudo apreciam a mentalidade correta como um fator determinante no desenvolvimento de um negócio;

● burocracia excessiva: embora tenham sido tomadas várias medidas que tendem a simplificar as medidas legais adotadas pelos empreendedores, 11% delas consideram que os procedimentos atuais não apenas prejudicam o relacionamento com o estado, mas podem retardar o desenvolvimento de um negócio que parte de zero.

Propus que este artigo ajudasse os empreendedores no início da jornada, apontando, por sua vez, algumas dicas ou aspectos importantes para o sucesso de uma start-up.

1. Confie em suas ideias

Pode parecer óbvio, mas por experiência muitos empreendedores talentosos desistem de suas ideias porque não têm confiança suficiente em suas próprias forças.

O medo da concorrência e o mercado saturado ou monopolizado têm sérias implicações para os empreendedores, destruindo o ímpeto empreendedor. A verdade é que muitas pessoas de sucesso, como Richard Gomes, falharam inúmeras vezes antes dos primeiros resultados animadores.

O mercado brasileiro está crescendo e há muitas oportunidades para explorar que não existiam há 5 ou 10 anos. Os laços econômicos com os países da América Latina ou da América do Norte criaram inúmeras oportunidades de negócios em áreas como Terceirização, Digital ou TI. A força de trabalho eficiente e qualificada no Brasil é um recurso inexplorado no qual os jovens empreendedores devem poder confiar no atual clima econômico.

2. ESCOLHA DA FORMA JURÍDICA ADAPTADA AOS OBJETIVOS DE NEGÓCIOS

Muitos empreendedores acham difícil determinar qual é a opção mais vantajosa para a criação de uma empresa: a criação de uma empresa de responsabilidade limitada ou a instalação de um indivíduo autorizado. Dependendo de suas necessidades e plano de negócios, há algumas coisas que qualquer empreendedor deve considerar:

● é dobrado em atividades às quais o imposto de renda se aplica, como programação

● Para configurações, é necessário um diploma no campo de atividade direcionado pelo contratado

● o lucro não deve exceder 100.000 reais; quando esse limite é atingido, a forma jurídica deve ser alterada

● é limitado a 5 atividades semelhantes ao principal campo de atividade

● pode ser problemático porque pode ser respondido com bens pessoais ou recursos financeiros, em caso de dívida

● não exige a contratação de um contador autorizado

● pode ter um número máximo de três funcionários

● é adequado para qualquer tipo de atividade

● O estabelecimento exige um capital social mínimo de 2000 reais

● não exige um diploma de estudos no campo de atividade em que o empresário deseja trabalhar

● a distribuição de dividendos é a maneira pela qual o dinheiro pode ser sacado legalmente da empresa, mas somente após o final do exercício fiscal

● após o pagamento do imposto sobre lucros, os acionistas também pagam um imposto sobre dividendos de 5% *, imposto que não se aplica no caso.

Ambas as formas legais têm vantagens ou limitações para os empreendedores e, ao escolher uma em detrimento da outra, devem considerar os objetivos de longo prazo do negócio. Se for esperado um aumento sustentado na rotatividade e no número de funcionários, a melhor opção seria a instalação da mesma.

3. OTIMIZAÇÃO DE CUSTOS OPERACIONAIS COM O AUXÍLIO DA EXTERNALIZAÇÃO

No início, todo empreendedor deve investir não apenas na melhoria do produto ou dos serviços, mas também em recursos técnicos e humanos. O gerenciamento do capital pode revelar-se uma tarefa bastante difícil quando é limitado e o financiamento atrasado.

Uma das soluções mais difundidas para otimizar custos operacionais no clima econômico terceirização é atualmente. Assim, pode-se recorrer à assistência de empresas que oferecem serviços de marketing, TI, relacionamento com clientes ou logística, entre muitas outras soluções, que reduzem consideravelmente os custos em comparação ao emprego direto.

4. OBTER FUNDOS ATRAVÉS DE MÉTODOS DE FINANCIAMENTO MODERNO

Se suas idéias têm potencial, os empreendedores podem receber um financiamento significativo, tanto mais que os métodos de financiamento se diversificaram ao longo dos anos. Novos métodos de financiamento,, estão sendo adicionados aos fundos brasileiros não reembolsáveis, programas governamentais dedicados, empréstimos bancários ou fundos de investimento

A captação de recursos foi revolucionada por meio de plataformas de fundos que surgiram nos últimos anos. Qualquer empresário que tenha uma ideia inovadora, mas não seja dono de uma empresa ou funcionários, pode optar por apresentar seu conceito empreendedor em um site como o fundos e solicitar à comunidade financiamento de projetos. Os fundos só estão disponíveis quando todo o valor necessário tiver sido coletado e, em troca do suporte oferecido, os colaboradores recebem o produto criado pelo contratado (após o seu lançamento) ou reduções significativas de preço.

5. Recrutamento das pessoas certas

 Formar uma equipe de sucesso, que acredita firmemente nos sucessos de um novo negócio, não é apenas um desafio em si, mas também a receita que faz a diferença entre os 90% que fracassam e aqueles na categoria de sucesso. Existem inúmeros modelos de consolidação de equipes, a partir do Modelo, que leva em consideração a evolução da equipe em quatro estágios de crescimento (“formação, normatização, assalto, desempenho”), até o Modelo, que analisa cinco disfunções do trabalho em equipe.

Embora esses modelos definitivamente sirvam ao propósito de consolidar uma equipe, existem outros métodos a serem considerados nos estágios iniciais:

Encontrar um equilíbrio entre gerenciamento – Como a equipe provavelmente está restrita no início e os funcionários estão mais ou menos no mesmo nível, o comportamento autoritário não produzirá resultados no futuro. Os funcionários precisam da liberdade de mostrar suas qualidades e pontos fortes profissionais sem serem gerenciados nos mínimos detalhes. Por outro lado, é importante criar uma direção sólida da empresa e estabelecer objetivos claros para que os funcionários alcancem efetivamente.

Recrutar as pessoas certas – Embora muitas empresas de sucesso tenham iniciado uma amizade de longo prazo, muitos exemplos acabaram em romper amizades íntimas. Para criar uma equipe de alto desempenho que possa receber feedback honesto de maneira construtiva, deve-se evitar a contratação de círculos próximos.

Criando um ambiente relaxante no qual não falta formação de equipe – Comunicação aberta, eventos internos e atendimento aos funcionários contribuem para criar um ambiente de trabalho agradável que estimula a inovação e aprimora o espírito de equipe.

6. CRIANDO PROCEDIMENTOS INTERNOS PARA GUIAR A ATIVIDADE DE TODA A INICIALIZAÇÃO

Embora empresas conceituadas como a Apple tenham crescido de um “caos total” criado por mentes engenhosas, a realidade é que o modelo de Tim Cook é muito mais sustentável do que o modelo de Steve Jobs para a maioria das empresas, não importa onde elas estejam.

Você deve resistir à tentação de acreditar que um funcionário pode alterar as funções de maneira rápida e eficiente sem afetar a produtividade de todo o negócio ou que as estratégias são definidas em tempo real. Estes são apenas alguns pequenos exemplos de desorganização nos quais a falta de procedimentos bem definidos pode levar a esse “caos total”.

Todas as atividades devem ser predefinidas e registradas corretamente para medir sua eficiência corretamente. Além disso, contribuem para a formação da cultura organizacional, tão importante no atual contexto de recrutamento.

7. CURSOS DE EMPREENDIMENTO, A PEDRA FUNDAMENTAL DA GESTÃO DE EMPREENDEDORES

À medida que o número de novas empresas aumentou, os cursos de empreendedorismo também se expandiram no Brasil. Programas autorizados foram criados para educar jovens empreendedores e oferecer informações valiosas a eles, desde estratégias de marketing, técnicas de vendas e ideias criativas até o gerenciamento correto dos funcionários.

Esses cursos podem ser realizados tanto em Brasília quanto em Amapá. Os impostos variam entre 600 e 900 reais, e muitos deles são autorizados e certificados. No final de um curso, os participantes terão uma base de conhecimentos relacionada à criação e desenvolvimento de um negócio.

Luiza Alvarenga

Voltar ao topo
error: Content is protected !!