Início » Como encontrar um lugar adequado para comprar um apartamento

Como encontrar um lugar adequado para comprar um apartamento

Mapas interativos, acesso eletrônico, registros de terrenos e hipotecas eliminam muitas atividades demoradas relacionadas à localização do lugar certo. Como alugar um apartamento rapidamente e o que procurar?

O Brasil ocupa uma das últimas posições em termos de porcentagem de pessoas que vivem em instalações alugadas. Apenas 4,3% dos nossos cidadãos vivem em instalações alugadas em bases comerciais – de acordo com dados do último ano (as estatísticas municipais não estão incluídas nas estatísticas). No outro extremo estão países como México ou Argentina, onde cerca de 40% dos cidadãos vivem em locais alugados.

Entrevista

Clica na imagem e inicie sua entrevista.

Mas mesmo no Brasil, tão ligada à propriedade, a situação está mudando lentamente. Nos últimos 10 anos, a parcela de pessoas que moram em locais alugados quase dobrou. Isso se deve a vários fenômenos que ocorrem em nosso país: a crescente mobilidade da sociedade, a moda para “usar em vez de possuir”, que entra em áreas subsequentes de nossas vidas, a moda para ser “inteligente”, que é o cálculo exato, que é mais lucrativo em um determinado momento – alugar ou comprar imóveis próprios, bem como uma forma de compartilhar acomodações, por exemplo, com amigos. Todos esses fatores significam que hoje um apartamento em um apartamento alugado não precisa ser causado pela falta de fundos para a compra do seu próprio M, mas pela escolha consciente de um modelo de vida desse tipo. Nos anos seguintes, esse fenômeno certamente ganhará impulso, no qual, entre outros, a ajuda será útil. Novas tecnologias que limitam as atividades que devem ser executadas para mudar o local de residência.

No entanto, para encontrar um local adequado onde moraremos com conforto e segurança, e por uma quantia razoável, você precisa se preparar. Aqui estão algumas dicas sobre como fazê-lo.

1. Especifique seus requisitos e “lembre-se” de suas preferências

Hoje, a Internet é um local natural onde procuramos apartamentos, independentemente de ser propriedade ou aluguel. O desenvolvimento da tecnologia significa que mais e mais atividades relacionadas à pesquisa de ofertas podem ser automatizadas. Por exemplo, filtros avançados ajudam a definir e lembrar critérios de tamanho, preço ou localização. Graças a isso, não apenas precisamos definir opções de pesquisa todas as vezes, como também podemos receber notificações quando uma nova oferta aparecer no site que atenda aos nossos requisitos.

2. Fale com o chatbot

Outra solução é um chatbot inteligente, que durante a conversa virtual determinará nossas preferências e, com base nelas, notificará novas ofertas. Graças a essas ferramentas, o processo de busca de imóveis é muito mais rápido.

3. Sozinho ou com a agência?

As mídias sociais também podem ser uma boa fonte de informações sobre ofertas de aluguel. Muitos proprietários aqui, em primeiro lugar, apresentam suas propriedades, esperando que, entre amigos, encontrem um inquilino sem custos adicionais e, ao mesmo tempo, consigam um cliente que não será uma pessoa anônima, o que é importante no caso de aluguel.

Se não tivermos tempo para procurar as ofertas por conta própria ou quiser usar assistência profissional, podemos decidir cooperar com a agência. Infelizmente, essa conveniência custa – geralmente a comissão é igual ao aluguel por um mês. Antes de assinar um contrato com uma agência, vale a pena conferir as resenhas na Internet e verificar o que está incluído no serviço que ela oferece.

4. Defina um orçamento máximo, sem esquecer as taxas de mídia

Conhecendo sua renda mensal, você precisa contar quanto pode gastar com o aluguel a cada mês. Para isso, devem ser adicionadas taxas de mídia (alguns anúncios incluem isso) e para a Internet.

Se você encontrou um apartamento com a ajuda de uma agência, ainda precisa adicionar sua comissão. Além disso, a maioria dos proprietários geralmente exige um depósito mensal, que deve ser pago antecipadamente. Portanto, depois de adicionar todos esses itens, você obterá uma quantidade considerável necessária para começar.

5. Considere o local apropriado

As inovadoras plataformas imobiliárias permitem procurar um apartamento em uma área selecionada usando um mapa conveniente e interativo. Além disso, inclui locais importantes na área, como pontos de transporte público, lojas, pontos de atendimento, caixas eletrônicos, farmácias, além de escolas e jardins de infância.

6. Escolha várias ofertas e analise-as minuciosamente

Olhe para as fotos e preste atenção se todos os quartos são mostrados nelas. Talvez eles não sejam visualmente atraentes, porque o proprietário, por exemplo, não realizou reformas no banheiro e há uma banheira quebrada ou esmalte rachado nele.

No Facebook, existem grupos e perfis que apresentam histórias de proprietários desonestos que, por exemplo, entram no apartamento na ausência do proprietário. Mas essa é uma arma de dois gumes, porque também fornece informações sobre proprietários que não pagam aluguel ou devastam o apartamento por meses.

7. Verifique os equipamentos e instalações durante sua visita ao apartamento Ao olhar para o apartamento, verifique se as imagens em oferta correspondem ao que encontramos.

Durante a visita, mude de uma sala para outra em ordem e verifique a iluminação (ligue e desligue) e as tomadas (basta conectar o carregador à célula por um momento). Além disso, abra e feche todas as janelas e portas e verifique se os radiadores estão quentes quando a estação de aquecimento terminar. Você também precisa desaparafusar e fechar as torneiras do banheiro e da cozinha, drenar a água do vaso sanitário, acender o fogão e abrir o exaustor (se houver).

Quando o apartamento estiver equipado com móveis – sente-se na cama (verifique se ela range ou desmorona, é muito estreita ou muito curta), abra a porta do armário, olhe para os armários da cozinha e verifique as condições das dobradiças, prateleiras e gavetas.

Olhe também para o teto, nos cantos dos quartos e nas janelas, não há vestígios de mofo, o que indica problemas de ventilação.

A acústica do apartamento também é importante, portanto, ouça alguém atrás do muro e se as janelas fechadas suprimem efetivamente o ruído da rua.

8. Leia o contrato cuidadosamente antes de assinar

Embora, na prática, a maioria das pessoas que procuram um apartamento não faça isso, verifique se a pessoa com quem você celebra o contrato tem o direito de descartar as instalações. Você tem o direito total de exigir que o proprietário mostre a propriedade do apartamento e o número do registro de terrenos e hipotecas para poder verificá-lo posteriormente usando, por exemplo, acesso eletrônico ao registro de terrenos e hipotecas. E se você estiver lidando com o advogado do proprietário, solicite uma autorização por escrito.

Luiza Alvarenga

Voltar ao topo
error: Content is protected !!