Início » 10 conselhos para você usar seu cartão de crédito com sucesso

10 conselhos para você usar seu cartão de crédito com sucesso

Os cartões de crédito não conquistaram muitos seguidores no Brasil e porque os empréstimos a eles associados são bastante caros. Muitos brasileiros já aprenderam, com a crise, a gerenciar melhor suas finanças.

No entanto, o cartão de crédito permanece desconhecido para grande parte dos consumidores, o que torna este instrumento de pagamento bastante arriscado se certos elementos essenciais não são respeitados. Nessas condições, é muito importante que os usuários saibam desde o início como é bom usar um cartão de crédito para que ele não se transforme em uma armadilha.

Entrevista

Clica na imagem e inicie sua entrevista.

Além disso, é sabido que esses cartões têm um lado positivo, podendo gerar sérias economias, com base nos benefícios oferecidos. Isso ocorre porque oferece muitos descontos e facilidades que outros instrumentos de pagamento não concedem. Para transformar o produto em um aliado, ele deve ser adaptado aos seus próprios hábitos de pagamento. As condições impostas pelo banco devem ser conhecidas em detalhes, para evitar serviços geradores de custos.

10 dicas para usar seu cartão de crédito com eficiência

1. Aproveite os bônus nas lojas.

Os cartões de crédito oferecem bônus para compras ou descontos na compra, em uma rede de lojas parceiras, cuja lista você encontra no site do banco. Os bônus envolvem pontos de fidelidade que podem ser usados ​​em outras compras, beneficiando o cliente desses descontos. Também existem cartões que oferecem bônus para qualquer compra, em qualquer loja. Portanto, o principal benefício do cartão de crédito é que ele permite economizar nas compras.

2. Use o período de carência da maneira mais eficaz possível.

Quando você usa o cartão para comprar na loja, não é automaticamente considerado que você acessou o crédito no cartão. Há um período de carência. Se você pagar o valor da compra no período de carência, o banco não cobrará juros pelo valor gasto. O conselho que os consultores financeiros geralmente dão é comprar com cartão de crédito, beneficiando-se de bônus. Posteriormente, durante o período de carência, pague os valores gastos no cartão assim que tiver dinheiro suficiente disponível. Os períodos de carência oferecidos pelos bancos são bastante generosos e começam em cerca de 20 dias, chegando a quase dois meses.

3. Não use cartões de crédito para despesas de alto valor

Ou seja, empréstimos aos quais outros custos serão adicionados, na forma de juros e comissões. Portanto, tente usar o cartão para despesas que você pode reembolsar durante o período de carência. Mas a tentação é grande. Com o cartão de crédito, o cliente terá o empréstimo bancário mais fácil de acessar – o crédito no cartão. Basicamente, você pode usar o cartão para efetuar pagamentos sempre que quiser, até atingir o limite de crédito definido pelo banco. Mas os empréstimos com cartão são muito mais caros que um empréstimo pessoal. Assim, se os empréstimos pessoais mais baratos tiverem taxas de juros de cerca de 12 a 13% ao ano, os juros no cartão de crédito serão de cerca de 25% ao ano ou mais. Por padrão, quando você precisar de mais dinheiro, solicite um empréstimo bancário, mesmo que seja mais difícil de acessar, e evite usar seu cartão de crédito.

4. Procure ofertas com taxas sem juros para os titulares de cartão de crédito.

No entanto, existe uma alternativa oferecida pelos bancos para aumentar as despesas, sem grandes custos. Assim, muitas lojas oferecem aos compradores a opção de pagar em parcelas sem juros, o número de parcelas mensais pode ir até 36 meses. Nesse caso, você terá apenas que pagar ao banco a parcela, à qual não serão adicionados juros. É verdade que essas ofertas geralmente vêm com uma comissão de premiação que representa alguns por cento do valor da compra, mas no geral o custo é modesto. Recentemente, vários bancos disponibilizaram aos clientes a possibilidade de pagar taxas de juros iguais em qualquer lugar do mundo. Para essas ofertas, atualmente válidas apenas para alguns bancos, o número de parcelas pode subir para 18.

5. Pague mais do que o valor limite solicitado pelo banco.

Se, no entanto, você for forçado pelas circunstâncias a fazer uma despesa maior com seu cartão de crédito, que não poderá pagar durante o período de carência, e você não tiver um sistema de taxas iguais, sem juros, preste muita atenção ao plano. reembolso. O banco solicitará que você pague pelo menos o valor mínimo do pagamento, que representa os juros e as comissões relacionadas ao empréstimo. Se você se limitar a pagar tanto, mês a mês, estará em posição de não pagar nada pelo empréstimo. A dívida com o banco permanecerá intacta. Em vez disso, se você pagar algo a mais, além de juros e taxas, devagar, devagar, pagará o empréstimo.

6. Acompanhe as despesas.

Se as compras com cartão de crédito se tornarem um hábito, com cada item comprado, você deverá ter em mente quando o período de carência terminar, você poderá reembolsar o valor sem nenhum custo. É bom anotar em algum lugar o estágio em que você está em cada compra, para não exceder o período de carência ou gastar com a possibilidade de reembolso.

7. Não retire dinheiro do caixa eletrônico.

As taxas cobradas pelos saques em dinheiro são mais altas que nos cartões de débito. Além disso, se você tiver um período de carência para compras com cartão de crédito, em que o banco não cobra juros pelo valor pago no cartão, no caso de saques no caixa eletrônico, os juros começam a fluir a partir do momento em que o dinheiro foi liberado, no caso da maioria dos bancos.

8. Não alienar o cartão.

Mesmo se você confiar na pessoa que o usa, para evitar grandes despesas, você pode controlar isso desde o início. Se você quiser que outras pessoas tenham acesso aos valores no cartão, peça ao banco que emita cartões adicionais para definir um limite de despesas.

9. Não deixe seu cartão de crédito por nada.

Se você o comprou, não o segure por nada, pois isso produzirá custos, não necessariamente desprezíveis. Em geral, os custos relacionados aos serviços de cartão de crédito, incluindo a administração do cartão, são mais altos que os do cartão de débito. Tente aproveitar ao máximo usando-o de maneira inteligente, para seu próprio benefício.

10. Recomendação dos especialistas

Os especialistas também recomendam que, ao fazer compras, mantenha cópias dos recibos e, ao receber o extrato da conta, compare as informações. Erros podem ter escapado. Se você encontrar algum erro, notifique o banco imediatamente.

Luiza Alvarenga

Voltar ao topo
error: Content is protected !!